Entre em contacto connosco
Call
(chamada local)

Blog de Danusa Tula

Os Relacionamentos Amorosos e as Consultas de Tarot

Conversa Cartomântica com Danusa Tula

Tudo começa quando imaginámos, ao encontrar alguém, que esse alguém vai colmatar as nossas faltas, que nos vai fazer sentir realizados, que estaremos sempre nas nuvens junto a ele ou ela, e que caminhamos numa ilusão sem obstáculos.
Fazemos assim, a lista do que queremos que o outro nos dê: carinho, atenção, fidelidade, compromisso ao extremo… Na realidade, essa lista é composta de tudo o que as pessoas não dão e esperam receber do (a) parceiro (a).

Consulte os Tarólogos e Videntes da Wengo

E aí, vem a desilusão pois nunca haverá uma mãe perfeita, um pai perfeito, um marido perfeito, um namorado perfeito, um amante perfeito... A realidade bate à porta da nossa vida e, procurando uma saída, respostas, ou simplesmente uma palavra de conforto, recorremos a uma consulta com Cartomantes, Tarólogos, Astrólogos...

O mundo é assim porque não fomos ensinados pelos nossos pais a saber lidar com deceções afetivas. É uma problemática que não é ensinada em casa (na maioria das casas), não é ensinada na escola; não somos ensinados a controlar as nossas emoções, a valorizarmo-nos pessoalmente, e muito menos nos são mostradas possíveis situações ilusórias sobre o amor, como aquelas que criámos na nossa mente, muitas vezes aumentadas pelos filmes de romance, novelas, etc.

A independência afetiva é muito rara. Tão rara que quando alguém a consegue alcançar, as outras pessoas assustam-se, e dizem que essa pessoa é fria, estranha... A pessoa independente afetivamente não está constantemente carente, simplesmente, não se prende aos outros, não é fingida, não teme a perda e não tem medo de ser autêntica…

Um (a) Tarólogo (a), quando percebe estas situações numa consulta, pode fazer um consulente começar a “acordar” para a realidade, a parar de se agarrar demais e de se procurar nos outros. O objetivo é ajudar na transição de uma fase afetiva infantil para a fase afetiva madura.

Consulte a Especialista Danusa Tula

Há consulentes que conseguiram encontrar o caminho correto na passagem de uma fase para a outra e é muito bom ver que as pessoas se começam a desapegar aos poucos, a ficar mais independentes, invertendo o processo afetivo, perguntado mais sobre o que é amar e como gostar percebendo, que quanto mais se dá o melhor, mais na vida se tem!

A vida afetiva vem deste modelo: Está onde se coloca! Onde está e como se sente na relação afetiva? Como se visualiza a si mesma (o)? Submete-se para ter carinho? Mente para o outro (a) elogiar? Mendiga atenção, carinho, apoio e compreensão? Tem pavor de ficar só?
Ao desprezar a sua própria companhia, despreza-se a si mesmo (a); a sua energia fica assim negativa, sufocante o que faz que o outro o (a) trate com repugnância, se farte de si!

Consulte os Tarólogos e Videntes da Wengo

Não dá valor ao que sente realmente? Só valoriza os sentimentos, as vontades e as necessidades dos outros, não prestando a mínima atenção a si próprio (a)? Está sempre a olhar para o corpo dos outros porque nunca gostou do seu corpo? Nunca dá atenção ao que realmente gosta, sempre a correr de um lado para o outro? É isso?!
Então meu/minha querido (a) ainda não nasceu para si mesmo (a)! Realmente ainda não “cultivou” nada, e quer que o outro viva para si. É impossível. Quer que o outro seja sempre perfeito? É impossível. E, depois quando se apercebe da realidade, vem o choque; realmente, deseja algo o/a amado (a) não dá. Desilusão!

Uma consulta com uma bom/boa Tarólogo (a), compreensivo (a) e perspicaz, a propósito deste assunto pode ser muito vasta.
Uma consulta não se resume simplesmente a fazer previsões, é também uma forma de amadurecer, destina-se a quem quer entender e está preparado para mudar para melhor, para uma situação diferente; preparado para “acordar” em si próprio e começar a trabalhar a sua independência afetiva.

Este trabalho começa quando se coloca corretamente numa relação afetiva, não se deixando iludir, não se autoiludindo, valorizando-se, colocando-se sempre em primeiro lugar...

Todo o Tarólogo, Cartomante, Astrólogo , enfim todas as pessoas que trabalham com a alma, com a espiritualidade têm que estudar sempre o assunto relacionamento amoroso por ser a área da vida onde todos nós temos ilusões, perturbações e dificuldades.

Este assunto é muito vasto, mas com este pequeno texto quero começar a ajudar as pessoas nesta procura incessante pela realidade dos relacionamentos.
Mesmo sabendo que a vida nem sempre é um mar de rosas, é somente a compreensão da verdade que liberta!

Um abraço carinhoso a todos!

DANUSA TULA

Consulte a Especialista Danusa Tula


Descubra também...

A Ajuda dos Oráculos

  Afinal porque existem meios de prever o futuro? Porque existem as cartas ciganas as cartas de tarô, a astrologia, o destino nas linhas das mãos? É algo a se pensar, não é? Posso dizer que os meios de adivinhação do futuro estã...

Ler mais